terça-feira, 26 de julho de 2011

Fim de Férias do Professor


As férias escolares estão terminando, nem bem o Professor começou a relaxar e já é hora de retornar às aulas. Mas, cá para nós, mesmo em “férias” pergunto-me todo o tempo: Professor realmente tira férias?????

Será que Professor realmente descansa? “Desliga” e “desacelera” o ritmo de constante agitação e atenção?

Estas reflexões ocorrem porque sempre neste período de férias é comum recebermos várias “dicas” de coisas para ler, filmes para assistir, lugares para conhecer e quando nos damos conta, lá estamos nós outra vez, já “alinhavando” todo esse material com a rotina da sala de aula, pensamos naquele aluno indisciplinado, depois naquele outro  que está com problemas e por aí vai.

O fato é que o Professor não “desliga” realmente. Em tudo que vemos, ouvimos, presenciamos sempre procuramos extrair novos aprendizados, novos saberes, novas soluções para as coisas que nos afligem no dia a dia.

Isso é muito bom, na verdade o Professor tem esse “radar” mais aguçado para olhar além do que está sendo mostrado e é aí que encontra-se nossa maior qualidade, mas também nosso maior problema.

Enquanto qualidade esta atenção mais aguçada sempre está a nos desafiar a ir além, a esmiuçar as coisas, a sempre extrair-lhes o sentido em busca de novas maneiras de ajudar os nossos alunos e a aprimorar nosso fazer diário.

Por outro lado, estar sempre atento desgasta e frustra também, pois sempre achamos que as soluções sempre estarão em estratégias cada vez mais elaboradas e complexas, e por esta razão acabamos por desconsiderar as soluções mais simples.

As pessoas que lidam com moda tem uma frase que resume tudo: “ Menos é Mais”. No nosso caso, dentro da Escola, isso significa que ficar sempre correndo atrás dos novos modismos, tais como o último método mirabolante para alfabetizar, as novas estratégias para fazer a aula virar um show, nem sempre levam ao resultado esperado.

Coisas assim são passageiras, não passam de um evento, e não produzem de fato mudanças duradouras nos alunos. Então, antes de sair correndo atrás da mais nova moda pedagógica, reflita no que já deu certo até agora.

Minha sugestão para esta semana, que antecede a volta às aulas, é que você elabore uma pequena lista conforme abaixo.

. Relacionamento Professor e Aluno: Pense em apenas três ações que você realizou no 1º. Semestre que deram certo. Agora pense em como aprimorá-las para que o resultado seja excepcional.

. Práticas de Ensino que os alunos mais participaram: Aqui vale lembrar das práticas que você utilizou em que os alunos empenharam-se mais em realizar . Quais estratégias foram utilizadas? Em quais momentos elas funcionaram melhor? Como elas poderiam ser aprimoradas?

. Rotinas: Neste tópico reveja três grandes situações em que o caos se instalou na sala de aula. Em quais momentos ocorreram esse caos? Quais rotinas precisariam ser criadas para evitar isso? Foi na hora do trabalho em grupo? Foi na hora da explicação da lição? Pense em três medidas para solucionar esses problemas.

. Conseqüências: Os alunos se unem contra o Professor quando vêem que as conseqüências aplicadas para determinado ato, ao ver deles, é injusta. Assim, minha dica é: baseado nas três grandes situações onde surge o caos levante com os alunos quais seriam as conseqüências que eles aplicariam. Assim o Professor terá condição de ver quais são as conseqüências que são justas do ponto de vista do aluno e poderá escolher as melhores.

Essas dicas valem tanto para a Educação Infantil quanto para o Ensino Superior.

Por isso, aproveite o restante desta semana para desacelerar, afinal uma ação não precisa ser perfeita, ela precisa apenas ser eficiente e funcionar para você.

By Roseli Brito
 
Cada ruga tua representa uma história
E são tantas...
Quantas experiências...
Quantas histórias para contar...
Quantos conselhos para dar...
Quanta paciência para nos suportar...
Esquecem a sua vida, para viverem a nossa
Sempre cheias de atenção,
De carinho,
De amor.
Uma advogada na nossa vida
Mediadora nas nossas decisões
Você é o meio termo...
O equilíbrio...
A palavra de esperança
O colo que aninha
O ombro que apesar de cansado... apóia
O olhar de complacência
O oásis da segurança que aplaca a sede
E alimenta o corpo
Você é tudo de bom e de belo
Minha avó querida.

Autor: Sandra Mamede

2 comentários:

 
Créditos Template http://cantinhodoblogger.blogspot.com/ By Cris Duarte/março de 2010