quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Mais desempenho e melhor imagem para seus professores


Mais desempenho e melhor imagem para seus professores
Júlio Clebsch

— Puxa, mas como ele é mirradinho!

Essa foi a reação da recepcionista de um Hotel em São Paulo ao ver o piloto Alain Prost pela primeira vez. Com apenas 1,67m, magro, era difícil acreditar que ele era um dos melhores pilotos.
Muitos atletas são assim, parecem pessoas completamente normais.

Alguns são até desajeitados.
Mas coloque-o(a) no seu campo, quadra ou competição, e de repente surge uma nova pessoa – alguém que se transforma e se diferencia completamente do resto, agiganta-se, mostra seu verdadeiro valor.
Alguém que é maior e melhor do que as aparências mostram


Sua equipe de professores também pode ter esse perfil de atleta de alto desempenho, ao seguir estas sete estratégias:

1. Ajude-os a montar uma imagem positiva de si mesmos

Seus professores somente serão tão bons quanto eles acreditam ser.

E é muito fácil se desestimular. Faça com que eles se concentrem nas realizações positivas, nas vitórias de cada dia.
Um aluno que melhorou sensivelmente seu aprendizado, um projeto que deu certo.

Que tal fazer uma reunião mensal num local descontraído (pode ser uma pizzaria), onde sua equipe possa relembrar tudo o que aconteceu de positivo no mês e quanto a escola evoluiu?


2. O pensamento é o fundamento

Ensine ao seu pessoal a mágica das frases e afirmações positivas, bem como dos ensaios mentais.

Começar o dia pensando “Que bom, vou dar aula para tal turma” é muito melhor do que levantar da cama dizendo “Droga, lá vou eu enfrentar a sala do Paulinho do fundão”.

Mude a maneira como você vê as coisas, enfoque o lado positivo que seu humor melhorará e, logo em seguida, os fatos começarão a mudar.

Veja o mundo cheio de oportunidades, não de restrições; prosperidade, não pobreza.


3. Estabeleça objetivos estimulantes e positivos

Esses objetivos não devem ser apenas profissionais, que você e sua equipe estipulam para o final do ano.

Devem também ser pessoais. Onde cada professor quer estar daqui a cinco anos? Faça com que eles planejem e sonhem.


4. Estimule o contínuo aprendizado

Cada professor deve aprender tudo o que puder sobre a profissão, habilidades, princípios, alunos, técnicas de ensino, outras escolas e como tudo isso integra-se numa coisa só.


Mais conhecimentos levam a mais descobertas. Novas descobertas levam à sabedoria.


5. Mantenha os olhos abertos

Um professor só pode se melhorar e manter o pensamento positivo se prestar atenção constantemente a certos fatores (e isso vale para todos na escola, começando pelo diretor).

Mantenha os olhos e ouvidos abertos e veja o que está certo e o que falta melhorar em relação a:


* Você mesmo
* Seus alunos
* Seus objetivos
* Seu tempo
* Sua escola, e o que os alunos e pais pensam dela
* Suas habilidades e atitudes

6. Reconheça e mostre sua equipe

Uma das coisas que mais tem resultados na performance de uma pessoa no trabalho é saber que a direção se importa com ela e reconhece o bom trabalho desenvolvido.

Por isso, esteja sempre com a porta aberta para ouvir professores e outros funcionários da escola.

Todos têm algo a dizer que é importante para a pequena sociedade que está sendo construída ali (toda instituição de ensino, toda empresa, é uma pequena sociedade, com regras escritas e não escritas.

Alguns vão mais longe, descrevendo escolas como seres vivos).


Esteja a par de tudo o que está sendo feito e mostre orgulho pelas iniciativas apresentadas.

Se for fazer alguma peça publicitária, pense em colocar seus professores, ou citá-los com destaque.

Eles são a sua escola. E quanto mais reconhecidos, mais incentivados se sentirão para ousar e buscar meios de ministrar aulas melhores.


7. Sonhe alto

Se quiser ter grandes resultados, você e seus docentes têm de pensar grande.

Você precisa “acreditar” grande, agir grande e, talvez, mais importante do que tudo, trabalhar – trabalhar muito para adquirir novas habilidades e desenvolver as que você já tem.

Sua escola só será tão grande quanto o sonho de seus professores. Então estimule-os a ter uma visão de futuro, algo bom que será construído ali, naquela instituição de ensino.

Imaginem-se referência de ensino, um local onde os alunos são felizes. E trabalhem para realizar o sonho.


Isso nos leva a uma questão interessante. Você e sua equipe realmente querem trabalhar duro para tornarem-se os melhores na profissão?

Quanto tempo, energia, esforço e cansaço você está disposto a ter e investir?


Não existem atalhos para o sucesso em sala de aula.

Esforce-se

Chame isso de tenacidade, energia, determinação ou visão; não importa. É necessário ter essa característica e fazer acontecer.


Mas atenção: existe uma diferença gigantesca entre atividades e resultados.

Um professor pode passar dez horas por dia em salas de aula e lecionar de maneira burocrática, não despertando a paixão pelo saber nos alunos.

Um diretor pode passar 12 horas por dia em seu escritório, mas se não fez nada além de assinar cheques e discutir com o pessoal que está pintando a fachada – bom, ele pode ter se esforçado bastante, pode ter trabalhado muito, mas sem resultados importantes para a instituição.

Uma diferença fundamental, pois resultados transmitem sensação de sucesso, conquista e satisfação, enquanto que atividades sem resultados provocam frustração e desapontamento.


Trabalhe duro, com um planejamento inteligente e uma direção clara, e seus professores vão acabar jogando “maior e melhor” do que aparentam ser, servindo de exemplo para muitas outras pessoas na escola.

Assim, cria-se um círculo virtuoso de realizações pessoais e melhoria de imagem para a escola.

1 comentários:

 
Créditos Template http://cantinhodoblogger.blogspot.com/ By Cris Duarte/março de 2010